2nd wave: Call to action

Apelo a acção contra a indústria financeira para a segunda onda de By2020WeRiseUp

Este documento também está disponível em pdf: download.

Contexto

By2020WeRiseUp é um grito de guerra para que grupos e pessoas se unam para acções transformadoras em toda a Europa e para que acreditem na possibilidade de mudança radical.
Também fornece uma plataforma de facilitação e ferramentas para entrelaçar lutas políticas relacionadas com a justiça climática, justiça social e outras questões.
BY2020WeRiseUp é um esforço de coordenação que, por si só, não organiza acções, emite comunicados à imprensa ou fala em nome das iniciativas participantes. Após a segunda onda de acções visando o sistema económico, está prevista uma terceira para a Primavera de 2020.

Introdução

Nós, grupos de diferentes horizontes que declaramos #By2020WeRiseUp pedimos a todos que entrem em acção, que será dirigida a bancos e a centros financeiros. Durante o Outono de 2019 foi vista uma quantidade sem precedentes de acção climática direccionada a Governos e a detentores de poder político, juntamente com enormes esforços de coordenação naquilo que foi denominado como a primeira onda de acções no contexto do By2020WeRiseUp. Como os políticos se mostraram relutantes ou incapazes de tomar medidas suficientes, agora é feita um apelo para atingir o sector financeiro que é aquele que financia a crise climática entre muitas outras.

Em Janeiro de 2020, o Fórum Económico Mundial (WEF, sigla em inglês), será recebido pela quinquagésima vez em Davos. E nós precisamos de agir perante a sua absurda ilegitimidade e a destruição sem limites causada pelos seus agentes. Juntos, vamos agir coordenadamente para fazer sentir aos nossos alvos a pressão da disrupção que atravessa a Europa e convidamos todos a escolher as suas acções consoante os seus métodos e/ou níveis de acção preferidos.

Impactos e Objectivos

Responsabilidade da indústria financeira:

  • Os Bancos ainda estão a financiar (e portanto a abastecer) as crises climática e social.
  • O lugar do poder não se encontra tanto nos Governos mas nos gigantes financeiros e corporativos, tornando os Governos resistentes à mudança.
  • O sistema neoliberal e explorador actual é baseado no lucro de curto-prazo e na exploração das pessoas e da natureza.


Como direccionamos o alvo ao mundo financeiro de modo que os Governos e os agentes financeiros não fiquem tranquilos?

  • Tornar transparentes as conexões entre a indústria financeira e os Governos. Por exemplo, realçar o peso dos lobbies e do dinheiro nos processos de decisão versus democracia e as vozes do povo; o desequilíbrio de prioridades (os bancos foram resgatados durante a crise financeira com dinheiro público e com austeridade); o actual uso de recursos financeiros públicos (que alimentam crises e o sofrimento das pessoas).
  • Declarar e mostrar que temos nós que compensar a incapacidade dos Governos para a regulação. Temos de tomar o assunto nas nossas mãos porque não há mais tempo e não temos nada a perder


De modo a serem tão eficientes quanto possível, foi sugerido que as acções apontassem a bancos e centros financeiros específicos (a serem acordadas e determinadas entre grupos interessados – mais informação a seguir) com o aconselhamento de organizações especializadas, incluindo fichas técnicas com contextos nacionais e europeus (material a ser enviado aos grupos depois de solicitado. Mantenham-se em contacto através de by2020we@riseup.net)

Tipos de acção

Objectivos da acção WEF

  • Caminhar em direcção a Davos em três etapas e assim fazer um protesto ao próprio WEF e aumentar a consciencialização sobre os problemas sistémicos do sistema económico subjacente;
  • Canalizar a fúria e empoderamento (interna e externa aos movimentos);
  • Criar medo nos investidores e agentes financeiros (nomear e envergonhar);
  • Impulsionar a coordenação e cooperação (partilha de calendários, acções, complementaridade; ajudar os movimentos a direccionarem-se para esta mentalidade);
  • Justificar e legitimar outras acções (descentralizadas, mais focadas num objectivo).


Objectivos de acções descentralizadas:

  • Tudo o que foi exposto acima e:
    • Disrupção visível e tangível (zonas junto a centros financeiros, agências, etc.);
    • Impacto em bancos (e possivelmente uma reacção deles);
    • Acções e mensagens intersectoriais ;
    • Complementaridade de acções descentralizadas e centralizadas.


Janela temporal:

  • A acção na Suíça vai funcionar como uma âncora (Caminhada para Davos / Hike to Davos: Domingo, 19 a Terça-feira, 21 de Janeiro).
  • Para acções descentralizadas e progressivamente disruptivas, estamos a propor uma janela temporal de duas ou três semanas à volta do Fórum de Davos (antes e depois deste que será realizado entre 21 e 24 de Janeiro).

Narrativa

Falhanço Económico Mundial / World Economic Failure: a indústria financeira está a falhar-nos

  • Linhas possíveis de comunicação nesta narrativa:
    • Interpretação suave (desinvestimento): O TEU dinheiro está a ser usado para destruir a terra e o teu futuro.
      • “meu dinheiro, minha escolha”
    • Interpretação intermédia: Parem de financiar a Crise Climática / a Destruição / o Sofrimento. crisis/destruction/suffering.
      • “Bancos livres de (combustíveis) fósseis”
      • “Salvem as pessoas, não os bancos”
    • Interpretação dura: Precisamos de superar / derrotar o capitalismo.
      • “Muda o sistema, não o clima / System change not climate change”
      • “O fim do capitalismo chegou / The end of capitalism is here”
      • “O Capitalismo precisa de ser extinto antes de nós. Extingue a indústria fóssil / Capitalism needs to go extinct before we do. Make the fossil finance industry go extinct.”
  • A conexão entre Governos e indústria financeira precisa de ser tão óbvia e tangível quanto possível e fácil de compreender, com uma mensagem a explicar também porque é que é relevante (p.e. alteração de sistema, não alterações climáticas, justiça social e justiça climática).
  • Hashtags:
    • #WorldEconomicFailure
    • Hashtags com os bancos como alvo (a parte mais visível do sistema financeiro) – ainda em processo

Coordinating the second wave

  • To follow the coordination and planning process of the second wave and the European conversation around it, send a mail to by2020we@riseup.net to be signed up to the info-list.
  • Riot will be used as a platform for internal communication and working groups. To sign up, send us an email too.

Somos precisos muitos para que esta revolta aconteça. Precisamos de ti para dar forma a este processo.